jusbrasil.com.br
19 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 759279 RJ 2005/0099208-4

Superior Tribunal de Justiça
há 15 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
REsp 759279 RJ 2005/0099208-4
Órgão Julgador
T2 - SEGUNDA TURMA
Publicação
DJ 11.09.2007 p. 212
Julgamento
16 de Agosto de 2007
Relator
Ministro JOÃO OTÁVIO DE NORONHA
Documentos anexos
Inteiro TeorRESP_759279_RJ_16.08.2007.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

TRIBUTÁRIO E PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL. IPTU. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA. PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL. LEGITIMIDADE PASSIVA DO PROMITENTE-COMPRADOR. REEXAME DA VERBA HONORÁRIA. SÚMULA 7/STJ. JUROS DE MORA. PERCENTUAL APLICÁVEL.

1. O STJ, interpretando o art. 34 do CTN, já firmou o entendimento de que o possuidor, na qualidade de promitente-comprador do imóvel, pode ser considerado contribuinte do IPTU.
2. O recurso especial não é sede própria para rever questão referente à fixação de honorários advocatícios se, para tanto, faz-se necessário reexaminar os elementos fático-probatórios colacionados ao feito. Inteligência da Súmula n. 7/STJ.
3. A teor da orientação jurisprudencial desta Corte, a taxa de juros de mora na repetição de indébito tributário é de 1% ao mês, conforme estabelecido no § 1º do art. 161 do CTN. Não incide em tal contexto, pois, o disposto nos arts. 1.062 do Código Civil e 1º da Lei n. 4.414/64, que, aplicáveis às obrigações privadas, estabelecem o percentual dos juros moratórios em 0,5% ao mês.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça, por unanimidade, nos termos do voto do Sr. Ministro Relator, conhecer parcialmente do recurso e, nessa parte, negar-lhe provimento. Os Srs. Ministros Castro Meira (Presidente), Humberto Martins, Herman Benjamin e Eliana Calmon votaram com o Sr. Ministro Relator. Presidiu o julgamento o Sr. Ministro Castro Meira.

Veja

  • IPTU - CONTRIBUINTES - PROPRIETÁRIO E POSSUIDOR
    • STJ - RESP 475078 -SP, RESP 784101 -SP, RESP 754441 -RJ, RESP 761088 -SP (RDDT 124/233)
  • TAXA DE JUROS DE MORA - REPETIÇÃO DE INDÉBITO TRIBUTÁRIO
    • STJ - RESP 892828 -RJ, RESP 799010 -SP, RESP 725176 -RJ

Referências Legislativas

Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/13991/recurso-especial-resp-759279

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC 1006642-29.2019.8.26.0576 SP 1006642-29.2019.8.26.0576

Henrique Seiji Yamashita, Advogado
Artigoshá 2 anos

IPTU: Responsabilidade pelo pagamento, após celebração de contrato de Compra e Venda do Imóvel. Você sabe o que fazer?

Juliana Moura, Advogado
Artigoshá 4 anos

Vendi um imóvel e o IPTU continua sendo cobrado em meu nome