jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 967841 PA 2007/0158458-5

Superior Tribunal de Justiça
há 12 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

REsp 967841 PA 2007/0158458-5

Órgão Julgador

T2 - SEGUNDA TURMA

Publicação

DJe 08/10/2010

Julgamento

16 de Setembro de 2010

Relator

Ministro MAURO CAMPBELL MARQUES

Documentos anexos

Inteiro TeorRESP_967841_PA_1288127884967.pdf
Certidão de JulgamentoRESP_967841_PA_1290266927544.pdf
Relatório e VotoRESP_967841_PA_1290266927543.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AUSÊNCIA DE INDICAÇÃO DE DISPOSITIVO CONSIDERADO VIOLADO. APLICAÇÃO DA SÚMULA N. 284 DO STF, POR ANALOGIA. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. ART. 20, P. ÚN., DA LEI N. 8.429/92. NECESSIDADE DE AFASTAMENTO DO SERVIDOR PÚBLICO RECORRIDO. INCIDÊNCIA DA SÚMULA N. 7 DESTA CORTE SUPERIOR. INDISPONIBILIDADE DE BENS. DILAPIDAÇÃO PATRIMONIAL. PERICULUM IN MORA PRESUMIDO NO ART. DA LEI N. 8.429/92. INDIVIDUALIZAÇÃO DE BENS. DESNECESSIDADE.

1. Trata-se de recurso especial interposto pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama, com base na alínea a do permissivo constitucional, contra acórdão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que, em síntese, indeferiu uma série de medidas cautelares propostas pelo recorrente, a saber: indisponibilidade de bens, afastamento do servidor alegadamente ímprobo do cargo e quebra de sigilos bancário e fiscal.
2. Nas razões recursais, sustenta a parte interessada ter havido ofensa aos arts. , p. ún., da Lei n. 8.429/92 - ao argumento de ser cabível a indisponibilidade no caso concreto - e 20, p. ún., do mesmo diploma normativo - pois é imprescindível o afastamento do servidor considerado ímprobo do cargo na espécie. Além disso, alega, com base em outros precedentes judiciais, que a quebra de sigilos bancário e fiscal não exige exaurimento de ouras instâncias de busca pelos dados a que se pretende ter acesso.
3. Não é possível conhecer do especial no que se refere ao cabimento da quebra de sigilos na espécie, uma vez que a parte recorrente não indicou dispositivos de legislação infraconstitucional federal que considerava violados, daí porque incide a Súmula n. 284 do Supremo Tribunal Federal, por analogia.
4. O acolhimento da pretensão recursal - no sentido de que seria imprescindível o afastamento do servidor alegadamente ímprobo - necessitaria de prévia reanálise do conjunto fático-probatório carreado aos autos, razão pela qual incide, no ponto, o óbice da Súmula n. 7 desta Corte Superior.
5. No que se refere à indisponibilidade de bens do recorrido, importante pontuar que a origem manteve o indeferimento inicial do pedido ao entendimento de que não havia prova de dilapidação patrimonial, bem como pela não-especificação dos bens sobre os quais recairia a medida cautelar (fl. 163, e-STJ). Esta conclusão merece reversão.
6. É que é pacífico nesta Corte Superior entendimento segundo o qual o periculum in mora em casos de indisponibilidade patrimonial por imputação de conduta ímproba lesiva ao erário é implícito ao comando normativo do art. da Lei n. 8.429/92, ficando limitado o deferimento desta medida acautelatória à verificação da verossimilhança das alegações formuladas na inicial. Precedentes.
7. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça está consolidada pela desnecessidade de individualização dos bens sobre os quais se pretende fazer recair a indisponibilidade prevista no art. 7º, p. ún., da Lei n. 8.429/92, considerando a diferença existente entre os institutos da "indisponibilidade" e do "seqüestro de bens" (este com sede legal própria, qual seja, o art. 16 da Lei n. 8.429/92). Precedentes.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos esses autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas, o seguinte resultado de julgamento: "A Turma, por unanimidade, conheceu em parte do recurso e, nessa parte, deu-lhe provimento, nos termos do voto do (a) Sr (a). Ministro (a)-Relator (a)." Os Srs. Ministros Castro Meira, Humberto Martins (Presidente) e Herman Benjamin votaram com o Sr. Ministro Relator.

Veja

  • PERICULUM IN MORA - INDISPONIBILIDADE PATRIMONIAL
    • STJ - RESP 1177290 -MT, RESP 1135548 -PR

Referências Legislativas

  • LEG:FED SUM:****** SUM:000284
  • LEG:FED LEI: 008429 ANO:1992 ART : 00007 ART : 00020 PAR: ÚNICO
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000007
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000284
  • LEG:FED LEI: 008429 ANO:1992 ART : 00007 ART : 00020 PAR: ÚNICO
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000007
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000284
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000007

Sucessivo

Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/16801293/recurso-especial-resp-967841-pa-2007-0158458-5

Informações relacionadas

13. Tese - Na Ação de Improbidade, a Decretação de Indisponibilidade de Bens Pode Recair Sobre Aqueles Adquiridos Anteriormente ao Suposto Ato, Além de Levar em Consideração o Valor de Possível Multa Civil Como Sanção Autônoma

Natureza Jurídica da Medida de Indisponibilidade de Bens em Ação Civil de Improbidade Administrativa à Luz do Novo Código de Processo Civil – Comentário à Tese 11 do Stj

8. Tese - A Indisponibilidade de Bens Prevista na Lia Pode Alcançar Tantos Bens Quantos Necessários a Garantir as Consequências Financeiras da Prática de Improbidade, Excluídos os Bens Impenhoráveis Assim Definidos por Lei

9. Os Bens de Família Podem Ser Objeto de Medida de Indisponibilidade Prevista na Lei de Improbidade Administrativa, Uma Vez que Há Apenas a Limitação de Eventual Alienação do Bem