jusbrasil.com.br
3 de Dezembro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1129435 PR 2009/0113684-2

Superior Tribunal de Justiça
há 11 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
REsp 1129435 PR 2009/0113684-2
Órgão Julgador
T2 - SEGUNDA TURMA
Publicação
DJe 09/05/2011
Julgamento
3 de Maio de 2011
Relator
Ministro MAURO CAMPBELL MARQUES
Documentos anexos
Inteiro TeorRESP_1129435_PR_1306460662557.pdf
Certidão de JulgamentoRESP_1129435_PR_1306460662559.pdf
Relatório e VotoRESP_1129435_PR_1306460662558.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL. AUSÊNCIA DE VIOLAÇÃO AO ART. 535, DO CPC. SÚMULA N. 282/STF. IPI. PIS/COFINS NÃO-CUMULATIVOS.CREDITAMENTO DECORRENTE DO ART. , C/C ART. , §§ 1º E 2º, DA LEIN. 10.637/2002 E ART. 3º, C/C ART. , §§ 1ºE , DA LEI N.10.833/2003. PEDIDO DE RESSARCIMENTO EM DINHEIRO. MORA DA FAZENDAPÚBLICA FEDERAL. CORREÇÃO MONETÁRIA. INCIDÊNCIA DA SÚMULA N.411/STJ. TEMA JÁ JULGADO PELO REGIME CRIADO PELO ART. 543-C, CPC, EDA RESOLUÇÃO STJ 08/2008 QUE INSTITUÍRAM OS RECURSOS REPRESENTATIVOSDA CONTROVÉRSIA.

4. Incidência do enunciado n. 411, da Súmula do STJ: "É devida acorreção monetária ao creditamento do IPI quando há oposição ao seuaproveitamento decorrente de resistência ilegítima do Fisco" emudança do ponto de vista do Relator em razão do decidido no recursorepresentativo da controvérsia REsp.nº- RS, PrimeiraSeção, Rel. Min. Luiz Fux, julgado em 24.6.2009.
5. Precedentes em sentido contrário: REsp. Nº 1.115.099 - SC,Primeira Turma, Rel. Min. Benedito Gonçalves, julgado em 16.3.2010;AgRg no REsp. Nº 1.085.764 - SC, Segunda Turma, Rel. Min. MauroCampbell Marques, julgado em 18.8.2009.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos esses autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da SEGUNDA TURMA do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas, o seguinte resultado de julgamento: "A Turma, por unanimidade, conheceu em parte do recurso e, nessa parte, deu-lhe provimento, nos termos do voto do Sr. Ministro-Relator, sem destaque." Os Srs. Ministros Cesar Asfor Rocha, Castro Meira, Humberto Martins (Presidente) e Herman Benjamin votaram com o Sr. Ministro Relator.
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/19088333/recurso-especial-resp-1129435-pr-2009-0113684-2

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 11 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1122800 RS 2009/0019799-9

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 1185330-45.2006.8.13.0183 MG

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1129435 PR 2009/0113684-2