jusbrasil.com.br
16 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO RECURSO ESPECIAL: EDcl no REsp XXXXX PE 2007/XXXXX-6

Superior Tribunal de Justiça
há 12 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

T2 - SEGUNDA TURMA

Publicação

Julgamento

Relator

Ministro MAURO CAMPBELL MARQUES
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. ERRO MATERIAL E PREMISSAFÁTICA EQUIVOCADA. ACOLHIMENTO PARA SANAR O VÍCIO. VIOLAÇÃO DO ART. 535 DO CPC. NÃO OCORRÊNCIA. VIOLAÇÃO DO § 3º DO ART. 267 DO CPC.RESPONSABILIDADE PELAS CUSTAS DE RETARDAMENTO. IMPUTAÇÃO À PARTEAUTORA. IMPOSSIBILIDADE. PRINCÍPIO DA TIPICIDADE DAS NORMASINSTITUIDORAS DE SANÇÃO.

1. O art. 535 do CPC dispõe que são cabíveis embargos de declaraçãoquando a decisão for omissa, obscura ou contraditória, bem como paracorrigir premissa fática equivocada ou erro material existente noacórdão impugnado. No caso em análise, houve equívoco no julgadoembargado ao acolher a preliminar de nulidade do acórdão do Tribunalde origem. É que a Corte a quo se manifestou de forma clara efundamentada sobre a inaplicabilidade do § 3º do art. 267 do CPC nahipótese, razão porque não há que se falar em violação do art. 535do CPC.
2. O prequestionamento da matéria resta atendido nas hipóteses nasquais interpostos embargos de declaração, muito embora rejeitados,resta-se enfrentado o thema judicandum, in casu, se a sançãorelativa ao pagamento de custas de retardamento prevista no art. 267, § 3º, do CPC, também se aplica ao autor da causa. Nessesentido: REsp 842.279/MA, Rel. Ministro Luiz Fux, Primeira Turma,DJe 24/04/2008; REsp 860.763/PB, Rel. Ministro Humberto Gomes deBarros, Terceira Turma, DJe 01/04/2008; e EDcl no REsp 778.921/SC,Rel. Ministro José Delgado, Primeira Turma, DJ 29/05/2006.3. As normas instituidoras de sanção norteiam-se pelo princípio datipicidade - corolário do princípio da legalidade - constituindogarantia fundamental do cidadão e corroborando com a segurançajurídica. No caso em tela, além do § 3º do art. 267 do CPC nãoprever sanção para o autor, mas apenas para o reú, é de sereconhecer que a prescrição não se encontra no rol dos incisos quetrazem as matérias cuja alegação inoportuna implica aresponsabilidade pelas custas de retardamento.4. Embargos de declaração acolhidos, com efeitos modificativos, paranegar provimento ao recurso especial.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos esses autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da SEGUNDA TURMA do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas, o seguinte resultado de julgamento: "A Turma, por unanimidade, acolheu os embargos de declaração, com efeitos modificativos, para negar provimento ao recurso, nos termos do voto do (a) Sr (a). Ministro (a)-Relator (a)." Os Srs. Ministros Cesar Asfor Rocha, Castro Meira, Humberto Martins (Presidente) e Herman Benjamin votaram com o Sr. Ministro Relator.

Veja

  • EMBARGOS DE DECLARAÇÃO - PREQUESTIONAMENTO
    • STJ -

Referências Legislativas

Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/19127779/embargos-de-declaracao-no-recurso-especial-edcl-no-resp-980568-pe-2007-0191418-6-stj

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 14 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX MA 2006/XXXXX-7

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 14 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX PB 2006/XXXXX-0

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 16 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO RECURSO ESPECIAL: EDcl no REsp XXXXX SC 2005/XXXXX-6

Doutrina2016 Editora Revista dos Tribunais

Capítulo XIII – Da sentença e da coisa julgada

Doutrina2018 Editora Revista dos Tribunais

Seção I. Disposições Gerais