jusbrasil.com.br
27 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL : AgRg no REsp 1318139 SC 2012/0070626-9

Superior Tribunal de Justiça
há 9 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
AgRg no REsp 1318139 SC 2012/0070626-9
Órgão Julgador
T2 - SEGUNDA TURMA
Publicação
DJe 03/09/2012
Julgamento
28 de Agosto de 2012
Relator
Ministro HUMBERTO MARTINS
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO. IRPJ E CSLL. BASE DE CÁLCULO.EXCLUSÃO DOS CRÉDITOS DE PIS/COFINS DO REGIME NÃO CUMULATIVO.IMPOSSIBILIDADE. ARTS. 557 E 543-C DO CPC. CONFRONTO COM O TEOR DASÚMULA 83/STJ. INEXISTÊNCIA.

1. A eventual nulidade da decisão monocrática calcada no art. 557 doCPC fica superada com a reapreciação do recurso pelo órgãocolegiado, na via de agravo regimental.
2. Não se há falar que a sistemática dos recursos repetitivosadvinda com a Lei n. 11.672/2008 tornou inócuo o verbete contido naSúmula 83 desta Corte, pois não há qualquer previsão no art. 543-Cdo Código de Processo Civil que obste o julgamento de matérias jápacificadas pelo Superior Tribunal de Justiça ou de temascontemplados pela jurisprudência dominante, sem que sejam submetidasa julgamento sob o rito ali descrito, previsto para os casos demultiplicidade de recursos.
3. Fundamentar-se em jurisprudência dominante desta Corte Superior émotivo suficiente para deixar de adotar as teses aventadas pelosrecorrentes nas hipóteses de mesma quaestio iuris e mesma situaçãofática.
4. A escassez de precedentes de outro órgão julgador só atesta aausência de multiplicidade de recursos sobre o mesmo tema e, bemassim, a alegação de que a sistemática trazida pelo art. 543-C doCPC esvaziou a razão de ser da Súmula 83/STJ.Agravo regimental improvido.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça: "A Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental, nos termos do voto do Sr. Ministro-Relator, sem destaque e em bloco." Os Srs. Ministros Herman Benjamin (Presidente), Mauro Campbell Marques, Cesar Asfor Rocha e Castro Meira votaram com o Sr. Ministro Relator.

Veja

  • DECISÃO MONOCRÁTICA - REAPRECIAÇÃO PELO ÓRGÃO COLEGIADO - SUPERAÇÃO DE EVENTUAL NULIDADE
    • STJ -

Referências Legislativas

  • LEG:FED LEI:005869 ANO:1973 ART :00543C PAR: 00001 PAR: 00002 ART :00557
  • LEG:FED SUM:****** SUM:000083
  • LEG:FED LEI:011672 ANO:2008
  • LEG:FED LEI:010833 ANO:2003 ART :00003 PAR: 00010
  • LEG:FED RES:000008 ANO:2008 (SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ)
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/22512906/agravo-regimental-no-recurso-especial-agrg-no-resp-1318139-sc-2012-0070626-9-stj

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 6 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL : AREsp 197464 RN 2012/0136061-8

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 11 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL : AgRg no REsp 1007130 RJ 2007/0272966-8