jusbrasil.com.br
27 de Novembro de 2020
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS : HC 238954 SP 2012/0073567-8

Superior Tribunal de Justiça
há 8 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
HC 238954 SP 2012/0073567-8
Órgão Julgador
T5 - QUINTA TURMA
Publicação
DJe 30/11/2012
Julgamento
20 de Novembro de 2012
Relator
Ministra LAURITA VAZ
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

HABEAS CORPUS. PENAL. TRÁFICO DE DROGAS. FIXAÇÃO DO REGIME INICIALABERTO. CABIMENTO. SUBSTITUIÇÃO DA PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE PORRESTRITIVAS DE DIREITOS. POSSIBILIDADE, EM TESE. RESOLUÇÃO N.º 05/2012, DO SENADO FEDERAL. HABEAS CORPUS CONCEDIDO.

1. O Paciente foi condenado à pena de 03 anos e 04 meses dereclusão, em regime inicial fechado, como incurso no art. 33, § 4.ª,da Lei n.º 11.343/06, após ser preso em flagrante, no dia 07 desetembro de 2010, ao tentar repassar 952 gramas de cocaína em pasta,distribuídos em 98 porções, para fins de difusão ilícita.
2. O Plenário do Supremo Tribunal Federal, ao julgar o HC n.º 111.840/ES, afastou a obrigatoriedade do regime inicial fechado paraos condenados por crimes hediondos e equiparados, devendo-seobservar, para a fixação do regime inicial de cumprimento de pena, odisposto no art. 33, c.c. o art. 59, ambos do Código Penal.
3. Afastado o óbice previsto na Lei de Drogas, pela resolução n.º 05/2012, do Senado Federal, deve o Juízo competente analisar se ocondenado preenche ou não os requisitos para a obtenção da conversãoda pena privativa de liberdade em restritiva de direitos, à luz doart. 44 do Código Penal.
4. Habeas corpus concedido para, mantida a condenação, determinarque o Juízo das Execuções Criminais competente proceda ao exame dopreenchimento ou não dos requisitos necessários à concessão dobenefício da substituição da pena privativa de liberdade pelarestritiva de direitos e do regime aberto de cumprimento de pena.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros da QUINTA TURMA do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas a seguir, por unanimidade, conceder a ordem, nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Jorge Mussi, Marco Aurélio Bellizze, Campos Marques (Desembargador convocado do TJ/PR) e Marilza Maynard (Desembargadora convocada do TJ/SE) votaram com a Sra. Ministra Relatora.
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/22852696/habeas-corpus-hc-238954-sp-2012-0073567-8-stj