jusbrasil.com.br
28 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL: AgRg no REsp 1020381 RS 2007/0310100-9

Superior Tribunal de Justiça
há 14 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AgRg no REsp 1020381 RS 2007/0310100-9

Órgão Julgador

T3 - TERCEIRA TURMA

Publicação

DJe 17/12/2008

Julgamento

6 de Novembro de 2008

Relator

Ministro SIDNEI BENETI

Documentos anexos

Inteiro TeorAGRG-RESP_1020381_RS_06.11.2008.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

RECURSO ESPECIAL. AGRAVO REGIMENTAL. CONTRATO BANCÁRIO. JUROS REMUNERATÓRIOS. AUSÊNCIA FIXAÇÃO DO MONTANTE. LIMITAÇÃO DOS JUROS À MÉDIA DE MERCADO NAS OPERAÇÕES DA ESPÉCIE. COMISSÃO DE PERMANÊNCIA. AUSÊNCIA PACTUAÇÃO.

I - No que tange à limitação da taxa de juros no contrato dos autos, merece prosperar o recurso especial, em parte, uma vez que a Segunda Seção desta Corte, decidiu que, nos contratos de mútuo, reconhece-se a potestatividade da cláusula que prevê a incidência dos juros sobre o débito contraído sem fixar o respectivo percentual, e que, nessas hipóteses, os juros remuneratórios deverão ser fixados à taxa média praticada pelo mercado em operações da espécie, apurados pelo Banco Central do Brasil.
II - Vencido o prazo para pagamento da dívida, admite-se a cobrança de comissão de permanência. A taxa, porém, será a média do mercado, apurada pelo Banco Central do Brasil, desde que limitada ao percentual do contrato, não se permitindo cumulação com juros remuneratórios ou moratórios, correção monetária ou multa contratual. Entretanto, no caso dos autos, concluiu o Tribunal a quo pela ausência de contratação do referido encargo, portanto, não há como acolher a pretensão do recorrente, face às Súmulas 05 e 07 desta Corte. Agravo Regimental parcialmente provido

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, por unanimidade, retificar a decisão proferida na sessão do dia 21/10/2008 para: a Turma, por unanimidade, deu parcial provimento ao agravo regimental. Os Srs. Ministros Nancy Andrighi e Massami Uyeda votaram com o Sr. Ministro Relator.

Resumo Estruturado

Aguardando análise.
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/2352082/agravo-regimental-no-recurso-especial-agrg-no-resp-1020381-rs-2007-0310100-9