jusbrasil.com.br
28 de Setembro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL : AgRg no AREsp 4008497-71.2013.8.12.0000 MS 2014/0011710-1

Superior Tribunal de Justiça
há 7 anos
Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
T4 - QUARTA TURMA
Publicação
DJe 08/04/2014
Julgamento
27 de Março de 2014
Relator
Ministra MARIA ISABEL GALLOTTI
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. INTERPOSIÇÃO DE RECURSO ESPECIAL EM FACE DE ACÓRDÃO QUE DECIDE PEDIDO DE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA. REFORMA. NECESSIDADE DE REEXAME DE MATÉRIA FÁTICA (SÚMULA Nº 7/STJ).

1. Esta Corte, em sintonia com o disposto na Súmula nº 735 do STF (Não cabe recurso extraordinário contra acórdão que defere medida liminar), entende que, via de regra, não é cabível recurso especial para reexaminar decisão que defere ou indefere liminar ou antecipação de tutela, em razão da natureza precária da decisão, sujeita à modificação a qualquer tempo, devendo ser confirmada ou revogada pela sentença de mérito. Apenas violação direta ao dispositivo legal que disciplina o deferimento da medida autorizaria o cabimento do recurso especial, no qual não é possível decidir a respeito da interpretação dos preceitos legais que dizem respeito ao mérito da causa.
2. Inviável a análise do recurso especial se a matéria nele contida depende de reexame reflexo de questões fáticas da lide, vedado nos termos da Súmula nº 7 do STJ.

Acórdão

A Quarta Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental, nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Antonio Carlos Ferreira, Marco Buzzi, Luis Felipe Salomão e Raul Araújo (Presidente) votaram com a Sra. Ministra Relatora.
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/25039632/agravo-regimental-no-agravo-em-recurso-especial-agrg-no-aresp-464505-ms-2014-0011710-1-stj

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 8 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL : AREsp 4008497-71.2013.8.12.0000 MS 2014/0011710-1

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 464.505 - MS (2014/0011710-1) RELATORA : MINISTRA MARIA ISABEL GALLOTTI AGRAVANTE : RODRIGO TORRES DE SOUZA ADVOGADO : RENATA GONÇALVES PIMENTEL E OUTRO(S) AGRAVADO : BANCO ITAUCARD S/A ADVOGADO : SEM REPRESENTAÇAO NOS AUTOS DECISAO Trata-se de agravo manifestado por Rodrigo Torres de Souza …
Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul
Jurisprudênciahá 7 anos

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul TJ-MS - Apelação : APL 0823082-63.2013.8.12.0001 MS 0823082-63.2013.8.12.0001

E M E N T A – APELAÇÃO CÍVEL DA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA – REVISIONAL DE CONTRATO BANCÁRIO – AGRAVO RETIDO – CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO – INCIDÊNCIA DOS EFEITOS DA MORA – INVERSÃO DO ÔNUS DA PROVA – JUSTIÇA GRATUITA – AGRAVO CONHECIDO E NÃO PROVIDO – MÉRITO – PRINCÍPIO PACTA SUNT SERVANDA – IMPOSSIBILIDADE DE QUE SEJAM …
Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul
Jurisprudênciahá 7 anos

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul TJ-MS - Agravo Regimental : AGR 4008497-71.2013.8.12.0000 MS 4008497-71.2013.8.12.0000

E M E N T A-AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO - AÇÃO REVISIONAL DE CONTRATO CUMULADA COM CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO - DEPÓSITO DAS PARCELAS NO VALOR QUE O MUTUÁRIO ENTENDE DEVIDO - VALORES EM DISSONÂNCIA COM O ENTENDIMENTO ASSENTADO NO STJ E TJMS - MORA NÃO AFASTADA - IMPOSSIBILIDADE DE MANUTENÇÃO NA POSSE DO BEM E RETIRADA DO …