jusbrasil.com.br
2 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 753923 SP 2015/0184736-0

Superior Tribunal de Justiça
há 5 anos

Detalhes da Jurisprudência

Publicação

DJ 30/03/2017

Relator

Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO

Documentos anexos

Decisão MonocráticaSTJ_ARESP_753923_f7ebf.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 753.923 - SP (2015/0184736-0) RELATOR : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO AGRAVANTE : VIAÇAO CAMPO BELO LTDA ADVOGADOS : MARCOS ANDRE PEREIRA DA SILVA - SP161014 MAYARA BUENO BARRETTI E OUTRO (S) - SP330037 AGRAVADO : DENILZA ANDRADE DOS SANTOS NASCIMENTO REPR. POR : DELFINA ANDRADE DOS SANTOS - CURADOR ADVOGADO : JOSÉ FERNANDO DE ARAÚJO - SP135218 DECISÃO Vistos etc. Trata-se de agravo interposto por VIAÇÃO CAMPO BELO LTDA em face de decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que negou seguimento ao recurso especial Nas razões do agravo, a empresa agravante infirmou especificamente os fundamentos da decisão ora agravada (e-STJ fls. 551/588). Superada a admiibilidade do agravo, destaco que uma das controvérsias devolvidas ao conhecimento desta Corte Superior mediante o recurso especial manejado, consoante se extrai às e-STJ fls. 357/399, foi afetada ao rito dos arts. 1.036 ssss. do CPC/2015 (art. 543-C do CPC/1973), conforme despacho de minha relatoria, proferido no REsp 1.479.864, DJe de 29.04.2015, para uniformizar o entendimento sobre "termo inicial dos juros de mora incidentes na indenização por danos morais nas hipóteses de responsabilidade contratual e extracontratual". Assim, imperiosa a devolução dos autos ao eg. Tribunal de origem para que seja observada a sistemática prevista nos arts. 1.040 e 1.041 do CPC/2015, conforme previsto no art. 2º da Resolução STJ n.º 17, de 4 de setembro de 2013, verbis: Art. . Verificada a subida de recursos fundados em controvérsia idêntica a controvérsia já submetida ao rito previsto no art. 543-C do Código de Processo Civil, o presidente poderá: I - determinar a devolução ao tribunal de origem, para nele permanecerem sobrestados os casos em que não tiver havido julgamento do mérito do recurso recebido como representativo de controvérsia; II - determinar a devolução dos novos recursos ao tribunal de origem, para os efeitos dos incisos I e IIdo § 7º do art. 543-C do Código de Processo Civil, ressalvada a hipótese do § 8º do referido artigo, se já proferido julgamento do mérito do recurso representativo da controvérsia. Destarte, a devolução dos autos à origem é medida que se impõe. Ante o exposto, determino a devolução dos autos ao Tribunal de origem para que o recurso especial permaneça suspenso até a publicação do acórdão paradigma, nos termos do art. 1.037, inciso II, do CPC/2015, observando-se, em seguida, o procedimento dos arts. 1.040 e 1.041 do CPC/2015. Intimem-se. Cumpra-se. Brasília (DF), 27 de março de 2017. Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO Relator
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/444710758/agravo-em-recurso-especial-aresp-753923-sp-2015-0184736-0