jusbrasil.com.br
16 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça
há 5 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Publicação

Relator

Ministra NANCY ANDRIGHI

Documentos anexos

Decisão MonocráticaSTJ_ARESP_1041722_1f245.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão Monocrática

Superior Tribunal de Justiça

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 1.041.722 - RS (2017/XXXXX-8)

RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI

AGRAVANTE : NESTOR MACCARI - SUCESSÃO

AGRAVANTE : MARIA REGINA MACCARI

ADVOGADO : CARLOS ALBERTO BENCKE - RS007968

ADVOGADOS : RODRIGO RIBEIRO SIRANGELO - RS041667 ANDRÉ KRAUSBURG SARTORI E OUTRO(S) - RS078901

AGRAVADO : VALMOR MACCARI

ADVOGADOS : JOSÉ TADEU PEREIRA DA SILVA - RS021663 CARLA HARZHEIM MACEDO - RS079717 ROGER FISCHER - RS093914 ELAINE HARZHEIM MACEDO - RS007249 GENITO AVILA DA SILVA E OUTRO(S) - RS009870 DECISÃO Em face das razões apresentadas no agravo de fls. 482/503 (e-STJ),

determino a autuação do agravo como recurso especial, nos termos do art. 34, XVI, do

RISTJ, para melhor exame da matéria em debate.

Publique-se.

Brasília (DF), 12 de maio de 2017.

MINISTRA NANCY ANDRIGHI

Relatora

Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/459423219/agravo-em-recurso-especial-aresp-1041722-rs-2017-0006579-8/decisao-monocratica-459423231