jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp XXXXX SP 2017/XXXXX-1

Superior Tribunal de Justiça
há 5 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Publicação

Relator

Ministro BENEDITO GONÇALVES

Documentos anexos

Decisão MonocráticaSTJ_ARESP_1074738_7a67c.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 1.074.738 - SP (2017/XXXXX-1) RELATOR : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES AGRAVANTE : JZK CONSTRUÇÕES LTDA ADVOGADO : RAQUEL MERCEDES MOTTA E OUTRO (S) - PR030487 AGRAVADO : MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS ADVOGADO : LEILA DE CÁSSIA LEMBO E OUTRO (S) - SP115587 PROCESSO CIVIL. AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. TRIBUTÁRIO. SOLIDARIEDADE TRIBUTÁRIA PASSIVA. INCIDÊNCIA DA SÚMULA 83/STJ. AGRAVO NÃO CONHECIDO. DECISÃO Trata-se de agravo interposto contra decisão da Corte de origem que não admitiu o recurso especial em razão da incidência da Súmula 83 do STJ. O apelo nobre obstado enfrenta acórdão, assim ementado (fl 131): TRIBUTÁRIO - IPTU - Imóvel não desmembrado, havendo dois detentores de quota-parte ideal sobre ele - Solidariedade Tributária - Possibilidade da Fazenda lançar o tributo em face de somente um dos coproprietários - Recurso Improvido. No recurso especial o recorrente alega violação do artigo 124, do CTN, sob os seguintes argumentos: (a) o acórdão recorrido deixou de incluir devedor solidário da obrigação tributária, por entender que o Fisco pode executar qualquer dos devedores (fl. 184); (b) havendo dois proprietários do imóvel, o IPTU deveria ter sido lançado pelo Fisco necessariamente em face de ambos os contribuintes. Com contrarrazões. Neste agravo afirma que seu recurso especial satisfaz os requisitos de admissibilidade e que não se encontram presentes os óbices apontados na decisão agravada. É o relatório. Decido. Inicialmente, registra-se que "[a]os recursos interpostos com fundamento no CPC/1973 (relativos a decisões publicadas até 17 de março de 2016) devem ser exigidos os requisitos de admissibilidade na forma nele prevista, com as interpretações dadas, até então, pela jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (Enunciado Administrativo n. 2, aprovado pelo Plenário do Superior Tribunal de Justiça em 9/3/2016)". Observo que o acórdão recorrido, ao entender que, em havendo solidariedade tributária passiva, é prerrogativa da Fazenda realizar o lançamento do tributo em face de qualquer dos devedores (fl. 136), adotou o entendimento deste Superior Tribunal de Justiça. Nesse sentido (grifei): PROCESSUAL CIVIL. TRIBUTÁRIO. RECURSO ESPECIAL. ISS. EXECUÇÃO FISCAL. TÍTULOS DA DÍVIDA PÚBLICA (LETRAS FINANCEIRAS DO TESOURO). AUSÊNCIA DE LIQUIDEZ E CERTEZA. RECUSA. POSSIBILIDADE. MENOR ONEROSIDADE. ART. 620 DO CPC. SÚMULA 7/STJ. LEGITIMIDADE PASSIVA. EMPRESAS DO MESMO GRUPO ECONÔMICO. SOLIDARIEDADE. INEXISTÊNCIA. [...] 4. Na relação jurídico-tributária, quando composta de duas ou mais pessoas caracterizadas como contribuinte, cada uma delas estará obrigada pelo pagamento integral da dívida, perfazendo-se o instituto da solidariedade passiva. Ad exemplum, no caso de duas ou mais pessoas serem proprietárias de um mesmo imóvel urbano, haveria uma pluralidade de contribuintes solidários quanto ao adimplemento do IPTU, uma vez que a situação de fato - a co-propriedade - é-lhes comum. [...] REsp 859.616/RS, Rel. Min. Luiz Fux, DJU de 15.10.07. Correta a incidência ao caso da Súmula 83/STJ. Ante o exposto, não conheço do agravo. Publique-se. Intimem-se. Brasília (DF), 28 de agosto de 2017. MINISTRO BENEDITO GONÇALVES Relator
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/499339433/agravo-em-recurso-especial-aresp-1074738-sp-2017-0066182-1

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp XXXXX SP 2017/XXXXX-1

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 15 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX RS 2006/XXXXX-8

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC XXXXX-04.2016.8.26.0361 SP XXXXX-04.2016.8.26.0361

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 8 meses

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL XXXXX-93.2018.8.16.0129 Paranaguá XXXXX-93.2018.8.16.0129 (Acórdão)

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp XXXXX SP 2021/XXXXX-1