jusbrasil.com.br
18 de Fevereiro de 2020
2º Grau

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL : AgRg nos EDcl no AREsp 1342352 RS 2018/0204576-2 - Cert. Julgamento

Superior Tribunal de Justiça
há 11 meses
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Certidão de Julgamento

STJ_AGRG-EDCL-ARESP_1342352_0b4a8.pdf
DOWNLOAD
Superior Tribunal de Justiça
Revista Eletrônica de Jurisprudência
CERTIDÃO DE JULGAMENTO QUINTA TURMA AgRg nos EDcl no Número Registro: 2018⁄0204576-2
AREsp 1.342.352 ⁄ RS   N úmeros Origem:  00044971120148210033  00816538720188217000  02155796720188217000  03179426920178217000  03321400015712  03936518120158217000  2155796720188217000  3179426920178217000  3321400015712  3936518120158217000  44971120148210033  70067082735  70075538272  70077164416  70078503679  816538720188217000   MATÉRIA CRIMINAL EM MESA JULGADO: 21⁄02⁄2019     Relator Exmo. Sr. Ministro  JORGE MUSSI   Presidente da Sessão Exmo. Sr. Ministro REYNALDO SOARES DA FONSECA   Subprocuradora-Geral da República Exma. Sra. Dra. ELIZETA MARIA DE PAIVA RAMOS   Secretário Me. MARCELO PEREIRA CRUVINEL   AUTUAÇÃO   AGRAVANTE : DIEGO LOPES DA SILVA ADVOGADOS : DANI ALVES SILVEIRA E OUTRO(S) - RS078881   RENAN JUNG HENRIQUE  - RS085794 AGRAVADO  : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CORRÉU    : MARISTELA LOPES MORAES CORRÉU    : PEDRO NUNES DA SILVA FILHO CORRÉU    : TIAGO FERREIRA DA SILVA   ASSUNTO: DIREITO PENAL - Crimes contra o Patrimônio - Latrocínio   AGRAVO REGIMENTAL   AGRAVANTE : DIEGO LOPES DA SILVA ADVOGADOS : DANI ALVES SILVEIRA E OUTRO(S) - RS078881   RENAN JUNG HENRIQUE  - RS085794 AGRAVADO  : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL   CERTIDÃO   Certifico que a egrégia QUINTA TURMA, ao apreciar o processo em epígrafe na sessão realizada nesta data, proferiu a seguinte decisão:   "A Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental." Os Srs. Ministros Reynaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas, Joel Ilan Paciornik e Felix Fischer votaram com o Sr. Ministro Relator.
Documento: 92603053 CERTIDÃO DE JULGAMENTO