jusbrasil.com.br
29 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça
há 14 anos
Detalhes da Jurisprudência
Processo
REsp 804306 SP 2005/0207126-3
Órgão Julgador
T3 - TERCEIRA TURMA
Publicação
DJe 03/09/2008
Julgamento
19 de Agosto de 2008
Relator
Ministra NANCY ANDRIGHI
Documentos anexos
Inteiro TeorRESP_804306_SP_19.08.2008.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI
RECORRENTE : RS COMPONENTS LIMITED
ADVOGADOS : ALDE DA COSTA SANTOS JUNIOR E OUTRO (S)
GIOVANNI ETTORE NANNI E OUTRO (S)
MARTA MITICO VALENTE
RECORRIDO : RS DO BRASIL COMÉRCIO IMPORTAÇAO EXPORTAÇAO CONSULTORIA E REPRESENTAÇÕES LTDA
ADVOGADO : MARGARIDA MARIA DE ALMEIDA PRADO HELLMUTH
EMENTA
Processo civil. Competência internacional. Contrato de distribuição no Brasil de produtos fabricados por empresa sediada no Reino Unido. Impropriedade do termo “leis do Reino Unido”. Execução de sentença brasileira no exterior. Temas não prequestionados. Súmulas 282 e 356 do STF. Execução contratual essencialmente em território brasileiro. Competência concorrente da Justiça brasileira. Art. 88, inc. II, do CPC. Precedentes.
- As alegações não enfrentadas e decididas pelo Tribunal local não podem ser apreciadas pelo STJ, pela ausência de prequestionamento. Súmulas 282 e 356 do STF.
- A autoridade judiciária brasileira tem competência para apreciar ação proposta por representante brasileira de empresa estrangeira, com o objetivo de manutenção do contrato de representação e indenização por gastos efetuados com a distribuição dos produtos.
- O cumprimento do contrato de representação deu-se, efetivamente, em território brasileiro; a alegação de que a contraprestação (pagamento) sempre foi feita no exterior não afasta a competência da Justiça brasileira.
Recurso especial não conhecido.
ACÓRDAO
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros da TERCEIRA TURMA do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas constantes dos autos, por unanimidade, não conhecer do recurso especial, nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Massami Uyeda, Sidnei Beneti e Ari Pargendler votaram com a Sra. Ministra Relatora. Pelo recorrente: Dr. Sidarta Costa de Azeredo Souza
Brasília (DF), 19 de agosto de 2008.(data do julgamento).
MINISTRA NANCY ANDRIGHI
Relatora

Documento: 4184708 EMENTA / ACORDÃO - DJ: 03/09/2008
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/788063/recurso-especial-resp-804306-sp-2005-0207126-3/inteiro-teor-12784443

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 7 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - SENTENÇA ESTRANGEIRA: SE 12260 ES 2014/0168843-6

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 7 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - SENTENÇA ESTRANGEIRA CONTESTADA: SEC 5477 EX 2010/0095497-2

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciaano passado

Superior Tribunal de Justiça STJ - CONFLITO DE COMPETENCIA: CC 177882 PR 2021/0056480-7

Julian Henrique Dias Rodrigues, Advogado
Artigoshá 3 anos

Execução Internacional: a busca de bens do devedor na Europa

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 3 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - SENTENÇA ESTRANGEIRA CONTESTADA: SEC 11795 EX 2014/0092643-0