jusbrasil.com.br
19 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - MANDADO DE SEGURANÇA: MS 26062 DF 2020/0099783-0

Superior Tribunal de Justiça
há 2 anos
Detalhes da Jurisprudência
Publicação
DJ 03/06/2020
Relator
Ministro MARCO AURÉLIO BELLIZZE
Documentos anexos
Decisão MonocráticaSTJ_MS_26062_184f7.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

MANDADO DE SEGURANÇA Nº 26062 - DF (2020/0099783-0) RELATOR : MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE IMPETRANTE : PEDRO BRAIDOTTI - ESPÓLIO IMPETRANTE : MARIA SARTORIO BRAIDOTTI - ESPÓLIO REPR. POR : LAYR BAPTISTA BRAIDOTTI - INVENTARIANTE ADVOGADO : WALDYR MINELLI - SP097438 IMPETRADO : SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA INTERES. : UNIÃO EMENTA MANDADO DE SEGURANÇA. IMPETRAÇÃO CONTRA DECISÃO PASSÍVEL DE RECURSO. IMPOSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO DO MANDAMUS COMO SUCEDÂNEO RECURSAL. SÚMULA 267/STF. PETIÇÃO INICIAL INDEFERI DA. DECISÃO Trata-se de mandado de segurança impetrado por Pedro Braidotti - Espólio e outro contra a decisão da Presidência do STJ que não conheceu do AREsp n. 1.539.950/SP e majorou os honorários advocatícios fixados pelo Tribunal de origem para R$ 4.000,00 (quatro mil reais), nos termos do art. 85, § 11, do CPC/2015, observada eventual concessão da gratuidade de justiça. Aduzem os impetrantes, em síntese, que a referida decisão violou o art. 10 do CPC/2015, ao majorar os honorários advocatícios, haja vista não ter sido discutido pelas partes, configurando constrangimento ilegal. Brevemente relatado, decido. Conforme relatado, verifica-se que os impetrantes estão manejando o presente mandado de segurança a fim de tentar modificar decisão proferida pela Presidência desta Corte Superior, olvidando-se que existe recurso específico para esse tipo de impugnação, o que impede a análise de mérito do presente mandamus. Com efeito, o mandado de segurança não consubstancia sucedâneo recursal, afigurando-se, pois, inadequada sua impetração em contrariedade à decisão judicial passível de impugnação prevista em lei, conforme preceitua a Súmula n. 267 do STF. À vista desses fundamentos, indefiro a petição inicial. Publique-se. Brasília, 01 de junho de 2020. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE, Relator
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/860741025/mandado-de-seguranca-ms-26062-df-2020-0099783-0

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 15 anos

Supremo Tribunal Federal STF - MANDADO DE SEGURANÇA: MS 26062 DF

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 27 anos

Supremo Tribunal Federal STF - MANDADO DE SEGURANÇA: MS 21689 DF

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 4 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AG.REG. EM MANDADO DE SEGURANÇA: AgR MS 34099 DF - DISTRITO FEDERAL 0052386-59.2016.1.00.0000