jusbrasil.com.br
22 de Outubro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 0733934-18.2008.8.13.0024 MG 2010/0040271-5

Superior Tribunal de Justiça
há 10 anos
Detalhes da Jurisprudência
Publicação
DJ 15/03/2012
Relator
Ministra MARIA ISABEL GALLOTTI
Documentos anexos
Decisão MonocráticaSTJ_RESP_1184570_0444c.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Decisão

RECURSO ESPECIAL Nº 1.184.570 - MG (2010/0040271-5) RELATORA : MINISTRA MARIA ISABEL GALLOTTI RECORRENTE : AYMORÉ CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A ADVOGADO : JERONYMO MACHADO NETO E OUTRO (S) RECORRIDO : JOSÉ PEDRO MOREIRA ADVOGADO : SEM REPRESENTAÇÃO NOS AUTOS DECISÃO Trata-se de recurso especial admitido na origem como representativo da controvérsia e que versa sobre a validade de notificação extrajudicial realizada por Cartório de Títulos e Documentos de Comarca diversa da do domicílio do devedor. Observo que, até o presente momento, a questão controvertida não foi submetida ao regime especial de julgamento estabelecido nos artigos 543-C do Código de Processo Civil e 2º da Resolução/STJ nº 8/2008. Em consequência, considerando em princípio presentes os requisitos necessários ao exame do mérito do recurso especial e tendo em vista a multiplicidade de recursos com fundamento em mesma questão de direito, afeto o julgamento do presente recurso à Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça, em conformidade com o disposto no artigo 2º, caput, da Resolução n.º 08, de 07.08.2008, do STJ, determinando, ato contínuo, a adoção das seguintes providências: (i) a imediata comunicação, com cópia da presente decisão, aos demais Ministros integrantes da Segunda Seção desta Corte, bem como aos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais e dos Tribunais de Justiça dos Estados, para os fins estabelecidos no artigo 2º, § 2º, da Resolução STJ nº 8/2008; (ii) a abertura de vista ao Ministério Público Federal para parecer, em quinze dias (artigo 3º, II, da Resolução STJ nº 8/2008). Publique-se. Intimem-se. Brasília (DF), 13 de março de 2012. MINISTRA MARIA ISABEL GALLOTTI Relatora
Disponível em: https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/891064600/recurso-especial-resp-1184570-mg-2010-0040271-5